Eu e eles, os carros.

27 maio

Imagem

Logo que fiz 18 anos minha primeira atitude quando acordei foi correr e tirar carta. E como sou nerd, eu de fato fiz as aulas e não paguei pela prova. Eu passei de verdade, apesar da baliza mais coitadeza que podia ter feito. Mal sabia eu que começaria minha saga mal assombrada com carros. Eu acho que sou uma pessoa bem sortuda e iluminada com tudo e todos que tenho na minha vida. Mas se tem um assunto que eu sou toda cagada, é com carros. Chega a ser hilário o tipo de coisa que só acontece comigo nesse quesito. E que fique claro, eu não sou barbeira, sou super pilota aliás. A questão aqui é má sorte mesmo. Tudo que tem que acontecer de errado com carros, acontece comigo.

Fora isso, eu sempre fui meio alienada (mimada!) com esses assuntos. Até uns 5 anos atrás eu sequer sabia que era necessário pagar IPVA e seguro do carro. Muito menos trocar o óleo a cada tantos kms. E trocar pastilha, amortecedor, para-brisas, limpar o filtro do ar condicionado… pra mim tudo aquilo aparecia trocado, feito, e pago magicamente (um beijo pro meu pai e pro meu irmão!). Minha imbecilidade era tanta que outro dia meu pai perguntou qual era o Renavan do meu carro e eu perguntei quem era o Ronivon e por que ele tava no meu carro. Veja só… Acho que tudo isso contribui para as merdas que me acontecem com carros.

Ganhei meu primeiro carro e na segunda semana estava levando minha melhor amiga para passear e conhecer o carro quando em plena Av. Rebouças dei um totó numa senhora chata. Saímos do carro e eu tive a primeira e única reação que qualquer mulher tem quando acontece esse tipo de coisa. Chorei desesperadamente e liguei pro meu pai. O carro dela amassou um pouco e o meu só saiu fumaça mas não amassou e nem fez nada. Imaginei eu ingenuamente. O motor se mexeu de tal forma com a batida que o carro deu PT. Eu juro. Eu dei PT com um totó, já viram isso?

Meu segundo carro, um manobrista de um bar na Vila Madalena estraçalhou a porta de trás batendo num motoqueiro e foi o parto da montanha pra conseguir com que ele pagasse o estrago. Esse mesmo carro, quando eu estava na esquina da minha rua, quase virando à esquerda, um cidadão passou numa velocidade completamente anormal e simplesmente levou a ponta dele. O para-choque caiu no chão, a lanterna zoou, um caos. E ele manteve essa mesma velocidade absurda e eu nem sequer consegui ver a placa dele para ele me pagar o que fez. Ó que sorte. Nesse mesmo ano eu fiquei sem gasolina duas vezes e tive que chamar o guincho, porque o ponteiro da gasolina simplesmente não me avisava se a gasolina acabava! Ele não mudava de lugar! 333 Porto, o número 1 dos favoritos do meu celular.

Um dia saí com o carro da minha mãe para buscar uma amiga e pensei que estando com o carro de outra pessoa, nada de mal poderia me acontecer. Engano meu. No carro estacionado, caiu um galho (tipo um tronco!) no capô que fez um estrago surreal. Fora o barulho, que por alguns instantes achei que tinha caído aquela bola do Indiana Jones no carro inteiro. No mesmo fim de semana, eu peguei o carro do meu pai para ir à manicure (leia-se, dois quarteirões de casa) e meu pai me alertou, brincando “Oh lá hein? Você é toda azarada com carro não vai fazer nada no meu.” Nada poderia acontecer a 2 quadras de casa certo? Errado. Quando voltei o carro estava completamente coberto de cocô de pomba. Tipo, não dava pra enxergar uma pessoa dentro dele praticamente. Nice! Acha que sou piada na minha família, ou não?

Esse meu carro que comentei acima foi o mais sofrido. Por isso estou até com um aperto no coração que ele foi embora na semana passada. Finalmente vendi a lacrainha (apelido meigo que minha família inventou pra ele). Um belo dia, voltando do cabelereiro no sábado, eu cruzei a Vergueiro, no farol verde, como sempre faço, linda e contente quando surge um boçal de um motoqueiro que em segundos eu vi batendo no meu carro, voando no meu vidro da frente e a moto dele rolando até a outra avenida. Parecia um filme em câmera lenta. É isso gente, atropelei um motoqueiro e fui amaldiçoada por mais 10 anos quando todos os amiguinhos dele que surgiram até do bueiro pra me apavorar. E adivinha se ele me pagou meu carro ou se não queria que eu pagasse a moto dele? Até a operação no joelho ele quis que eu pagasse! (Foi feia a coisa mesmo!). Mas querido, você passou no vermelho e se jogou no meu carro! Eu não vou pagar porcaria nenhuma! Se vira!

A última saga da lacrainha foi na semana passada. Quando eu estava no estacionamento da agência esperando o manobrista tirar meu carro para eu ir almoçar contando para o outro que tinha vendido aquele e comprado um novo lindo. Nesse mesmo momento o que estava com meu carro achou de bom tom ralar a lateral dele toda na parede. O carro estava vendido!!! Dá pra acreditar? Bom, é claro que demorou pra arrumar, é claro que o estacionamento ainda não me pagou, mas tudo bem. Ele se foi, está em boas mãos e eu com o meu novo. Agora qual a chance de nada acontecer com esse? Me ajudem a rezar pra nada acontecer? Please! Eu mereço vai? Olá minha nossa senhora dos automóveis ajuda azermã aqui nesse novo vai? Pelo amor!

 

PS: Precisei vir aqui complementar o texto. Pois logo depois que postei, meu irmão me ligou avisando que o seguro DO CARRO NOVO não tinha saído por algum motivo que não entendi. E eu tinha que levar o carro imediatamente pra casa… porque já viu né? A probabilidade de um meteoro cair nele sem seguro é de tipo 100%. Rezem em dobro, porfa?

Anúncios

20 Respostas to “Eu e eles, os carros.”

  1. Fernanda 27/05/2013 às 16:03 #

    O carro novo vai dar muita sorte vc vai ver! toda a zica ficou pra trás…
    Mas a merivinha vai deixar saudades… Ah se ela falasse!!!!!!!!!!! hahahahha

    • Gabriela Marques 04/06/2013 às 18:27 #

      Ai amiga, que Deus te ouça! Tomara que tenha ficado pra trás e na memória.
      Mas foi tudo tão engraçado… essa Merivinha já presenciou cada coisa! hahaha.
      Você vai a primeira a andar no carro novo! Uhhuu!!! <3

  2. lais 27/05/2013 às 17:31 #

    Minha querida, você é otimaaaaaaaaaa.Pense, numa 2ª feira de manhã, chegando ao trabalho e se deparar com um texto desse, rico e cômico. Não tem como não receber um up no humor……..e para a semana inteira. Beijos no coração

    • Gabriela Marques 04/06/2013 às 18:29 #

      Oi Lais, tudo bem?
      Que delicia de mensagem. Muito obrigada!
      Fico muito feliz em fazersua segunda-feira melhor. Espero que tenha esse efeito em mais gente. Essa é a ideia.
      Beijo grande pra você também.

  3. Mariana Lince 27/05/2013 às 19:52 #

    ai, ai, ai… me sinto lendo minha própria história… que bom que você leva numa boa. Continue assim. amei seu blog!

    • Gabriela Marques 04/06/2013 às 18:30 #

      Oi Mariana;
      Que peninha de você se tem esses problemas com carros, hehe.
      Mas o jeito é rir de tudo né? Porque reclamar já vi que não adianta. Haha.
      Obrigada e volte sempre aqui.
      beijos

  4. rodrigohaddad 28/05/2013 às 02:56 #

    Tadinha… Eu já tive uns probleminhas deste estilo com carros (por exemplo, uma vez eu fui à casa de uma amiga, estacionei em frente ao prédio, de repente eu ouço um barulhão pela janela e quando olho, descubro que um ônibus fez sanduíche com outro carro e o recheio era o meu). Mas você bate todos os recordes…hehe… Boa sorte com o novo!

    • Gabriela Marques 04/06/2013 às 18:32 #

      Oi Rodrigo;
      De fato…devo bater recordes. Se bem que olhando aqui alguns comentários, tô me achando bem sortuda! hehehe.
      Sua história é bem pesada também hein?
      Obrigada! Ta indo tudo bem com o novo por enquanto ;)
      Beijos

  5. Mario Mendes 28/05/2013 às 20:51 #

    Mano. É tipo impressionante como eu me sinto sendo descrito por você… só pra não te deixar sozinha nessa uruca, vou compartilhar alguns causos meus:

    1. Carta recém-tirada, primeira vez que pegava Marginal no carro da minha mãe, com a mesma sentada no banco do passageiro, sou atingido por um ÔNIBUS DE VIAGEM INTERURBANA quando entrava no posto pra pegar a Eusébio Matoso. O que segue aí foi quase um linchamento por parte da caipirada que desceu em suas botinas e fivelões e chapéus pra cima de mim e da minha mãe. Prejuízo meu.

    2. De novo com o carro da minha mãe, voltando de uma The Week da vida às 7h da manhã de um domingo, ralo o carro inteiro na garagem. Detalhe: a parede da minha case é de fugê, aquelas pedrinhas fêlas onde meu cotovelo já foi restaurado por diversas vezes feito rabo de lagartixa. Infelizmente o carro não possuía os mesmos atributos regenerativos. Prejuízo meu.

    3. Desisto de sair num sábado à noite devido a uma evidente maré de azar na época, mas em troca resolvo parar na Blockbuster (que Deus a tenha) pra alugar 5 filmes, comprar um pote de Haagen-Dasz Cookies & Cream e morrer de depressão quando, na volta, cantando lindamente com o fone de ouvido do iPod em uma só orelha (o carro da minha mãe não tem rádio e eu sou consciente demais pra ocupar ambas as orelhas), dou totó num fofo. Ele nem fica puto porque o carro mega blaster dele nem sentiu. O meu rachou o pára-choque. Prejuízo meu.

    4. Poor carro de mamãe ainda teve sua lateral traseira afundada pelo pé de um ser humano (provavelmente) uma vez que o estacionei na rua numa noite quente de verão.Prejuízo de quem?

    5. Meu carro! Pela primeira vez em muitos anos! Sonho da vida! Depois de 3 meses, na primeira vez que o deixo estacionado na rua em plena Vila Madalena, apesar de sair pra fumar a cada 15 minutos pra checar se estava tudo bem com ele, estepe roubado. O fofo do ladrão ainda deixou a chave de roda presa no limpador traseiro pra me avisar. Fui descobrir que existia uma gangue que roubava estepes de Palios! Puta sorte a minha!

    6. Meu primeiro carro era de fato apaixonante… tanto que meu amado cão Pingo comeu todas as suas maçanetas! Isso sem falar nas marcas de unha (eu tinha mania de largar a janela aberta e ele queria saber o que tanto tinha lá dentro) que me custaram uma grana para serem polidas quando resolvi vendê-lo.

    7. Meu segundo e atual carro. Depois de muito tempo sem, comprei um. 2 dias depois, bêbado na Vila Madalena, caio e quebro o braço. 1 mês sem poder dirigir. Evaporou todo o tanque de álcool que eu havia acabado de encher.

    8. Ainda no meu segundo carro, fiquei tão pouco tempo com meu Palio vermelho que resolvi comprar outro Palio vermelho! Só que do modelo novo. Só esqueci que a gangue do estepe talvez ainda não estivesse presa. Mas não tinha que me preocupar, afinal de contas, eles atacavam na Vila Madalena e, naquele dia, naquele fatídico terceiro mês, eu o estava estacionando numa rua da Casa Verde. Resultado da audácia: levaram novamente o estepe, o cinzeiro que eu havia começado a usar como porta moedas depois de duas viagens consecutivas que me encheram de troco de pedágio, o cabinho que ligava o iPod ao rádio (única forma de escutar música porque a antena não funciona e o Gilberto Gil tá gritando no CD sem parar há 2 meses) e (pausa dramática) MEU CD DO KID ABELHA ACÚSTICO QUE NÃO É O DA MTV E É MUITO MAIS LEGAL QUE O DA PRÓPRIA MTV! Dessa vez não tive prejuízo porque nem o estepe repus. Só coloquei no lugar um cartaz com a cara do Serginho Mallandro (pelamordedeusmedáamão) escrito “RÁÁÁÁÁ!”.

    • Gabriela Marques 04/06/2013 às 18:47 #

      AAAAAAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHA.
      Esse é o melhor comentário que já vi. Eu acho que ele devia ser um adendo ao post. Um parágrafo complementar para que as pessoas entendam o quão incrível você é e o quão cagados podemos ser nesse quesito.

      Sério, palmas largas para cada descrição e cada acontecimento. Mimijei de rolar no chão.
      Te amo e boa sorte pra nós nos próximos automóveis.
      Beijos

  6. Carol Fonseca 29/05/2013 às 18:19 #

    hahahahahaha Surreal que as histórias se repetem com pessoas que nunca se viram na vida. Meus carros sempre tiveram histórias tbm, as mais bizarras possíveis!!
    E olha que sou mega pilota também… já dei mto olé em muito homem por aí!! ;)
    Um resuminho básico (senão fico aqui até amanhã escrevendo)
    – roubos de rádio (acho que foram uns 4)
    – batidinhas (nem vou contar quantas)
    – PT (duas vezes) – uma desviando de um dog na estrada mão dupla, capotei o bichinho no meio da rodovia / outra voltando da casa de um amigo, puta da vida, indo pra casa por não ter conseguido o ingresso do show X… bati numa Kombi quebrada no meio da Av. Bandeirantes!!
    – arregaçaram a porta meu carrinho pra roubar o Injeção Eletrônica (acredite!!)
    – fiquei parada 2x com o carro da mamys (problemas mecânicos) e uma vez o ônibus levou o parachoque da frente do carro dela
    – roubaram (levaram embora mesmo) a caminhonete do papys
    – roubaram (também levaram embora) o meu carro na porta da casa de um amigo
    – rodei por váriosssss kms com o pneu rasgado na estrada
    – tbm já fui atropelada por um motoqueiro que também quis tirar meu couro rssss
    – quase fui atropelada por um cavalo no meio da estrada
    – atolei a caminhonete do papys
    – fora as multas mais doidas e hilárias (como cruzar um farol vermelho em um cruzamento que não tinha farol) hahahahaha
    hummmm, por enquanto, que eu me lembre… só!!! hahahahahahaha
    Ufaaaaaa!!!
    Sabe, nessa época louca, levei meu carro pra benzer!! Ajudou!! Porque você não faz isso também?!? ;)

    • Gabriela Marques 04/06/2013 às 18:51 #

      Oi Carol;

      Chorei de rir com seus casos (desculpe, é trágico, mas é engraçado vai? ahaha). To chocada com sua zica com carros que tendo a achar que são piores que a minha.
      Ah! A multa por “cruzar um farol vermelho em um cruzamento que não tinha farol” é totalmente genial.
      Obrigada por dividir suas histórias/degraças comigo para eu ver que não estou sozinha nesse mundo de má sorte automobilística. Hahaha.
      Beijos

  7. Paola Sarcedo 30/05/2013 às 22:27 #

    Gaaa!! Ri demais com seu post, alias, estou sempre acompanhando…adorando e me divertindo com suas historias!
    Esse do carro me identifiquei demais: acredita que fui ontem retirar o carro na concessionaria, zero, e o cara me ralou a lateral dele??!!! Nao acreditei !!
    Mas estou aqui rezando pelo seu carro novo!
    Sim, vai dar tudo certo com esse… Manda benze, coloca sal grosso, reza e todas energias positivas que podemos trazer!! Rsrs…
    Continue transmitindo a energia que vc sempre teve para seus posts, estou adorando!!
    Beijos
    Paola

    • Gabriela Marques 04/06/2013 às 18:39 #

      Oi Pa;
      Nossa, que saudades de você.
      Que bom saber que acompanha o blog! Adorei.
      Nossa, que raiva dessa história!!!!! Eu teria xilicado muito.
      Vamos torcer para dar tudo certo com o novo sim, e já ta cheio de olho grego, sal grosso e tudo mais! Hahaha.
      Obrigada peloe elogios querida. Fiquei muito feliz.
      Beijo enorme

  8. thais 29/06/2013 às 11:54 #

    Ahahahhahahahhahahahahahhaha
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Bom demaissss!!!!!
    Morri com esse texto, vc é ótima!

    • Gabriela Marques 02/07/2013 às 00:52 #

      Oi Thais;
      Muito obrigada!\Hoje em dia eu rio também, mas é trágica essa minha zica com carros! Hahha.
      Beijao

  9. Thaís 29/06/2013 às 12:43 #

    Hahahahahaha!!!
    Bom demais gente, fala sério esse post!!!! E os comentários??

    Bjs adorei seu blog,

    Thaís

    • Gabriela Marques 02/07/2013 às 00:53 #

      Obrigada Thais!
      Os comentários as vezes são melhores que os posts, morro de orgulho! Hahaha.
      Beijos e volte sempre aqui.

  10. Marcelo 31/03/2014 às 15:28 #

    • Gabriela Marques 03/04/2014 às 15:55 #

      Oi Marcelo, tudo bem?
      Gostei muito do filme, nunca tinha visto.
      Entendi a ironia de você ter mandado pois realmente os problemas com carro que relato no meu texto são banais perto de tantos que temos e do que vemos no video.
      Mas quero que saiba que esse, como tantos outros textos do blog, foram divertidos, crônicas e relatando histórias reais da minha vida. Não quero dizer se são problemas grandes ou pequenos, apenas que são meus problemas.
      Mas não deixo de valorizar isso tudo e a vida que tenho, e de me preocupar com o que realmente importa. Você pode notar isso nos dois últimos textos de março que postei. Espero que goste.
      Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: