Fica, vai ter bolo.

24 jun

Imagem

 

Em um dos jantares de rotina com as minhas amigas estávamos lembrando da quantidade de barbaridade que já fizemos durante esses anos que nos conhecemos (somos amigas de infância, deu tempo de acontecer MUITA coisa até hoje, believe me, MUITA). E lembrando de muitos fatos e em meio a muitas gargalhadas começamos a nos lembrar dos bolos que já levamos. Fora mesmo. Balão, perdido, pé na bunda, sabe? Aquele que a gente adora dar e detesta levar. Aquele que pode transformar em segundos um cara do grande amor da sua vida, pro grande trauma e inferno da sua existência.

Como somos em muitas, e algumas mais zicadas que as outras (o/), são muitos os exemplos. Não caberia a mim dizer os melhores, mas selecionei aqui alguns dos bons para dividir. Não darei nome aos bois, nem as vacas. Mas garanto que tudo aqui são histórias verídicas e inacreditáveis. Tem minha aí mas não vou contar qual. Lero lero.

** Eles saíram e estava tudo indo bem. Era setembro. Parecia um date e parecia que tudo estava no caminho certo. No final do date eles comentam sobre o Terça Insana, aquela comédia que tinha há uns anos atrás, as terças e era incrível. Os dois adoram isso e obviamente pensam em ir juntos. Ela comenta que a nova temporada só volta em março e ele com toda falta de noção do planeta diz: Então tá, a gente se fala em março. “OI? Jovem, estamos em setembro, março é daqui meio ano. Você ta de brincadeira?” Ela pensa. Mas não diz nada, sorri apenas e diz: “Ok, nos falamos em março.” Ele coloca ela num taxi (não tem a pachorra de levá-la pra casa). E eles não se falam até março. Eu juro.

** Eles vinham se falando há um tempo e era nítido que aquilo ali não era mais uma amizade. Eis que resolvem marcar um date. Tudo bonitinho, ele convidou, ela fez charminho e aceitou, ele quis ir direto do trabalho mas ela quis ir arrumadinha e pediu para ele buscá-la em casa. Tudo ótimo. Era quarta-feira e ficou marcado para quinta. Ela estava com a unha descascada e ninguém em sã consciência sai num date com a unha descascada, certo? Certo! Então ela marca a unha para quinta as 8:00 da manhã, já que ela trabalha o dia todo. O cabelereiro que abria a essa hora (porque a grande maioria não abre), era novo e estava com uma promoção de hidratação. “Opa, vou ficar mais gata e hidratada ainda.” E ela faz hidratação e feliz da vida está secando o cabelo quando chega uma mensagem dele, as 9:00. “Nossa, tá na minha mesmo, logo cedo me procurando? No dia do date? Vai garota!”. Era ele desmarcando o encontro, com uma desculpinha esfarrapada e a maior cara de pau. Ela nem deixa o cabelereiro terminar, sai com um lado do cabelo liso e hidratado, e o outro todo cagado. Tamanha decepção.

** Essa é campeã, na minha opinião. Eles estavam meio ficando e como estariam de férias na Europa na mesma época, resolveram fazer uma parte da viagem juntos. Fariam três países: Suíça, Romênia e Bélgica. Num puta frio que é janeiro nesses países, além de beber vinho só me vem em mente uma coisa a se fazer numa viagem dessas… e considerando que estariam no mesmo quarto, e dormindo na mesma cama, acho que ficou claro o que seria. Tudo combinado, tudo pago. Ele foi antes dela pois ficaria alguns dias na casa de um amigo. Ela ía para Londres por uma semana antes da viagem deles, e um dia antes de ir para Londres manda um e-mail para checar se estava tudo certo para se encontrarem em Lyon. Eis que ele responde com a seguinte frase (e com a maior falta de noção que já existiu): “Tudo certo sim! Nos encontramos lá. Ah! Não sei se te falei, to namorando, minha namorada vai fazer uma parte da viagem com a gente, tá?” “Oiiii? Você tá o que? Sua namorada, o que? E ela vai dormir aonde? Entre nós 2 na cama? Você não achou de bom tom me comentar isso antes de viajarmos? WTF?” Ela pensou. Mas muito educadamente disse que ele é um boçal e que não fazia sentido aquela viagem, e ela cancelou e ficou em Londres, totalmente inconformada.

** Eles combinaram de sair e estava marcado para aquele dia, quinta-feira, dia internacional do date sem compromisso. Se falaram a tarde e estava tudo certo. Ela saiu mais cedo da aula, se trocou e esperou, linda, cheirosa a maquiada. Sentada na cama. 21:00, 21:30, 22:00. Ok, aconteceu alguma coisa. Ela liga, algumas (doze) vezes. E ele retorna as 22:30 falando baixo. “Oi, to aqui na casa do meu chefe, tive que vir jantar aqui, sorry, não tinha como negar, depois te ligo”. Avisar, pra que né? Ela tava planejando mesmo jantar em casa como os pais, no melhor modelito que tem, toda depilada, cheirosa e chique. Era isso mesmo. 

** Eles tinham terminado o namoro há pouco tempo. Ainda se falavam bastante e marcaram de sair para matarem a saudade e conversarem. Traduzindo: iriam transar. O bom e velho remember de ex namorados. Estava tudo certo e marcado e ele a buscaria em casa, numa sexta feira, com direito a jantar e dormir de conchinha sem compromisso. Os pais dela estavam viajando, estava tudo perfeito. Agora, qual a ÚNICA probabilidade de não rolar algo nessa situação? Só se… sei lá, ele estiver com algum problema no “amiguinho” dele né? Pois bem. Nesse dia, no futebol, ele levou uma bolada no saco tão violenta que ele ficou tri-ball. Estava de cama, tomando remédio e não podia se movimentar. Que tal?

Caros homens leitores: qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência. Se você leu um desses casos aqui e ficou vermelho porque se identificou… Não se preocupe, esse texto não é sobre você. E que fique de conselho, para todos, por experiência própria, por histórias de amigas, e por saber o resultado: a não ser que algum ente querido da família, ou você mesmo tenha morrido, nunca desmarque um date.

Anúncios

27 Respostas to “Fica, vai ter bolo.”

  1. Gustavo Maierovitch 24/06/2013 às 14:38 #

    Filha da mãe!! Pode esperar que o troco vai chegar!!! Ahahah

    • Gabriela Marques 02/07/2013 às 00:36 #

      Tonto! Se entregou a toa… eu não dei nomes justamente por isso! Hahahaha. Aguardo o troco! Beijos

  2. Marina 24/06/2013 às 14:43 #

    hahahahahaha, mto bom!!!
    e aquele “esqueci a carteira no carro…. td bem eu pago (pq vai ter um próximo date e dai vc paga…)
    ótimo texto gá!
    bjs

    • Gabriela Marques 02/07/2013 às 00:37 #

      Vé, esqueci desse!! Alguém com nome “duplo/composto” podia se identificar. Hahahaha.
      Thanks querida.
      Beijos

  3. Marcela 24/06/2013 às 14:54 #

    hahaha, muito bom! Tem como eles serem mais sem noção? O da Europa ganhou! Mas o melhor é saber que não estamos sozinhas..rs. Ah, depois desse post vc pode fazer um sobre: os piores (e depois de um tempo mais engraçados) dates ever. Se quiser te dou uma ajuda, fui campeã nesse quesito! rs.. Beijos

    • Gabriela Marques 02/07/2013 às 00:38 #

      Oi Ma, nem me fale
      O da Europa campeão né? Inacreditável… EU acho que vou fazer um post desses sim, com certeza tenho muito material. Hahaha. E vou contar com sua ajuda sim.
      Beijos

  4. Fla Guelfi 24/06/2013 às 14:58 #

    Tenho uma ótima Gabi! (íntima jah rs)
    Após 8 meses namorando…antes de entrar pra fazer uma prova na faculdade, eu recebo um sms dizendo “Descobri que gosto da minha ex, vou voltar com ela. Seja Feliz!”
    WTF???? Em que parte ela entrou na história?!?
    Pior…depois de 2 anos ele conseguiu meu contato e mandou uma e-mail (com mais blá blá blá que a etiqueta da Zara rs) pedindo perdão dizendo que sentia a minha falta e queria ser meu amigo novamente…
    Meu amigooo…vc ta perdoado (mesmo pq não sentia mais nada por ele…aliás nem lembrava que o cidadão existia), mas daí querer ser meu amigo?! Ta de sacanagem neh!

    Pérolas da vida! :D
    Ps: Adoro seu blog….To aqui toda semana!
    Bjos

    • Gabriela Marques 02/07/2013 às 00:40 #

      Oi Flá (íntima também! haha);
      Caramba, essa sua foi tensa hein? Dar uma ma noticia dessas por sms é muito puxado!
      Hahaha adorei que incorporou o “mais blablabla que etiqueta da Zara!”, muito pertinente.
      Mas de fato.. querer ser amigo depois dessa é forçar demais a barra né? Pelo amor… não quero ser sua amiga, tenho amigos o suficiente, tchau! Hahaha.
      Que bom que está sempre por aqui.
      Beijão

  5. Matt Borges 24/06/2013 às 15:00 #

    kkk acho que sou o lado feminino do relacionamento, o pior foi o que cobri o apto de flores e velas, preparei o jantar, comprei o vinho escolhido com muito cuidado fiz aquela comida afrodisíaca, ai vem o telefone, kkkk

    Agora o da Europa, wow….

    • Gabriela Marques 02/07/2013 às 00:42 #

      Oi Matt;
      Ah que amor.. continue assim, as mulheres adoram essas romantismos tão escassos hoje em dia.
      Boa sorte nos próximos!
      E sim, o da Europa foi de f%^$# mesmo! Hahaha,
      Beijos

  6. Gabriela 24/06/2013 às 15:22 #

    Adorei ga!!! Serio que gostaria de ser homem um dia pra saber o que diabos passa na cabeça de um cidadão desses acima! A cada semana melhor! Mal posso esperar pelo proximo! Beijos!

    • Gabriela Marques 02/07/2013 às 00:42 #

      Eu também queria Ga. Meu sonho!!! Não da pra entender… de verdade.
      Obrigada pelo elogio e insight de sempre. Hahaha.
      Beijos amor

  7. Vinícius Vilas Boas 24/06/2013 às 18:52 #

    Olá Gabriela, tudo bem?
    Espero que sim. ;)

    Parabéns pelo texto! Você organiza bem suas palavras e, consequentemente suas ideias. Vamos aproveitar e cantar uma música?

    “Parabéns pra você, nessa data querida, muito gato sarado e que nunca lhe falte birita!” (bis, bis!) \o/

    Música que sempre cantei para os meus amigos (a parte do gato sarado, troque por gata sarada na versão masculina), quando vinham também desolados pedindo algum conselho do que fazer, chateados pelo fato de terem levado um bolo, desses tão enormes, mas tão enormes, que só se vê quando a cidade de São Paulo faz aniversário.

    Você também menciona: “Fora mesmo. Balão, perdido, pé na bunda, sabe? Aquele que a gente adora dar e detesta levar”. “Adorar” dar um bolo? Adorar pode ter conotação de prazer, satisfação mútua ou pessoal, logo “adorar dar um bolo, pé na bunda, fora”, é ter prazer e agir com intenção de causar algo, nesse contexto, um sentimento de frustração e dor, logo quem “adora” dar um bolo, na minha opinião, não deve nunca reclamar dos “parabéns” que ganha.

    Entendo que em todos os casos citados, foram realmente situações de pessoas “sem muita noção”, apesar de considerar que no caso da “terça insana”, tecnicamente não foi um “bolo” na minha opinião (na minha opinião). Não estou defendendo a conduta ou julgando o que foi certo ou errado, é que pra mim “bolo” num date, é quando você marca e não aparece, não dá satisfação, deixa a pessoa a ver navios. Nesse caso, foi só um date frustrado.

    Outro ponto importante: “resultado: a não ser que algum ente querido da família, ou você mesmo tenha morrido, nunca desmarque um date”. Entendo que você só quis mensurar o quão agravante é o ato de não comparecer e não dar satisfação quando se tem um compromisso marcado.

    Acredito que devamos ser responsáveis em todos os aspectos, compromisso é compromisso.Eu já tive problemas, de no caminho para um date (que era um simples café), bater o carro. Eu liguei, expliquei a situação e dei opções: Posso me atrasar? Senão, quer remarcar? A conclusão foi: Precisa de uma carona? Obrigado, eu aceito!

    • Gabriela Marques 02/07/2013 às 00:45 #

      Oi Vinicius, tudo bem?
      Obrigada pelos elogios!
      Eu queria responder ao seu comentário com mais calma e mais conteúdo mas eu realmente não consegui entender muito bem o que disse e qual o seu ponto.
      Fico te devendo uma resposta então! Sorry!
      Beijos

  8. Mario Mendes 24/06/2013 às 20:25 #

    Mano! Tô morrendo com este gajo acima! Hahahahahahahaha!

    • Gabriela Marques 02/07/2013 às 00:46 #

      Velho… que isso? Hahaha nao entendi nada!! Hahahah ajuda Isss!!!

  9. Carol 24/06/2013 às 20:45 #

    Sensacionais as histórias…só rindo!
    Vc é mto boa contadora de histórias amigaaaaa!

    • Gabriela Marques 02/07/2013 às 00:47 #

      Obrigada amore!!
      Depois me lembrei de duas suas muito boas… fica pro próximo post! Hahaha.
      Beijão

  10. Eglá 24/06/2013 às 22:32 #

    Adoreeei! Lembrou os meus velhos tempos hahaha. Faz uma continuação please. Bjs

    • Gabriela Marques 02/07/2013 às 00:47 #

      Oi Egla;
      Que delicia te ver por aqui!
      Pode deixar que vai ter continuação… ouvi umas ótimas depois do texto!!
      Beijao

  11. Fernanda 25/06/2013 às 16:29 #

    hahahahaha esse eu não pude deixar de comentar. Já li todos, morri de rir com todos, e nesse eu super me identifiquei. Não por ter levado um fora no dia do date, mas sim por ser a “rainha” em dar fora no dia marcado. Quero deixar claro que não sou uma pessoa má e nem quero causar frustração pros caras, mas a verdade é que sempre no dia desse date eu desisto mesmo. Sei lá que me acontece, mas começa a me dar um nervoso de tal forma que eu só penso na desculpa pra cancelar. Normalmente cancelo com uma msg sobre atraso no trabalho ou algo relacionado a família mesmo (sempre cola). Mas de 100 encontros que eu já marquei, pelo menos 90 foram cancelados. E digo que na maioria dessas vezes se eu realmente estou afim consigo remarcar o date e criar coragem.Minhas amigas acham que eu sou maluca problemática, e estou começando a acreditar que eu tenho sério problemas. Mas te confesso que me divirto muito e sei que um dia vou parar com isso e levar essa história de date mais a sério. Talvez no dia em que as minhas desculpas acabarem….hehehe Brincadeirinha. Adoro seu blog , e super me indentifico com suas histórias. Parabens. Beijos Fernanda

    • Gabriela Marques 02/07/2013 às 00:50 #

      Oi Fernanda, tudo bem?
      Obrigada pelos elogios nos textos!
      Gente, precisamos resolver essa sua fobia de dates gata! Senao vai ficar solteira e isso não é bom pra ninguém!
      Tenta não marcar muito… faz com que “ao acaso” se encontrem mas de forma que seja um pouquinho programado. Acho que funciona. Vai parecer obra do destino, você se da aquela enganada mas na verdade foi tudo milimetricamente planejado! Hahaha.
      Espero que funcione!
      Beijos

  12. Milena 02/07/2013 às 11:03 #

    HAHAHAHAHAHA…..Juro a história “NOS VEMOS EM MARÇO” até hj eu choro de rir com ela….muito boa!!!!
    Mto bom esse texto…amei!!
    Parabéns Ga… bjinhos

    • Gabriela Marques 15/07/2013 às 15:57 #

      Mi! Que bom te ver por aqui.
      Essa história de março é muito boa, a gente sempre relembra por motivos bestas!
      Obrigada pelo elogio querida.
      Beijos

  13. rodrigohaddad 06/07/2013 às 04:04 #

    Nossa, difícil escolher qual história é a mais sem noção, mas acho que fico com a primeira, que é menos “grave” mas talvez seja a mais ridícula – “beleza, nos vemos em março então” … Oi? hehehe… Parece até uma certa ingenuidade. (se bem que, em matéria de sem noção, talvez o campeão seja o rapaz que deixou o comentário enigmático aí em cima…hehe)

    Falando em comentários, me identifiquei com um dos casos que alguém descreveu porque já tive uma situação parecida – eu saí com uma menina, ela sumiu, e aí depois de uns dias veio um “ah, é que eu decidi voltar com o meu ex.” Pois é, acontece… hehe

    Bjos!

    • Gabriela Marques 15/07/2013 às 16:03 #

      A mais sem noção é a primeira?? Ta de brincadeira… Essa nem é de todo mal! Hahaha.
      De fato, esse comentário do jovem não fez sentido algum, nem consegui responder.
      Quanto ao seu caso… acontece com todo mundo uma vez na vida! Hahaha infelizmente.
      Volte sempre aqui.
      Beijos

  14. Camila Kavaleski 24/07/2013 às 23:26 #

    demais as historias! hahaha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: