Carta para o futuro.

16 set

                         Imagem

Esses dias estava arrumando umas coisas (tarefa favorita da minha vida de neurótica por organização), e encontrei umas coisas engraçadas. Cartas das minhas amigas de infância (as mesmas de hoje by the way), que eram enoooormes, cheias de recortes, adesivos, cheias de elogios e de falta de assunto. Não entendo como tínhamos tanto assunto para cartas tão longas sendo que a única coisa que tínhamos pra fazer no dia era ir ao ballet, fazer lição de casa, e gostar do Pedrinho da 5ª B. Mas as cartas eram bem extensas, uma loucura. Aliás, eu achei cartas que estavam totalmente em códigos ridículos, e eu não sei onde está o significado de cada letra então passarei o resto da vida sem saber o que eram.

Encontrei também listas. Eu já era freak das listas desde criança, veja só. Lista de coisas que devia fazer, lista de coisas que deveria mudar, de coisas que devia comprar, lista de controle de peso (nota-se que também já era neurótica com isso desde bem jovem). Achei até lista de caras que já fiquei. Essa era muito boa, ao lado tinha da onde conhecia o cidadão e a quantidade de vezes que já tinha ficado com ele. Ao lado também tinham corações que suponho que vários era que era muito bom e poucos era ruim. A lista parou no meu primeiro namorado (que tinha 3 linhas de coração) e suponho que achei que não precisaria mais continuar a lista pois ficaria com ele para todo o sempre. Aham.

Achei os diários também. Chamavam agenda na minha época. Isso é muito genial, eu preciso guardar isso pra eternidade, juro. Dá tanta vergonha. Da letra, dos assuntos, das gírias, das besteiras que fazia. Fora que minhas agendas tinham nomes. Uma delas era Kelly Tyler. Kelly pelo Kelly Slater, e Tyler pelo Steven Tyler. Oi? Por que eu me achava malaca? Um dia eu peguei alguma besteira do tipo “Oi Kelly, o Dudu R anda muito chato comigo, não sei por que. Ele passou a brincadeira inteira sem andar comigo de mãos dadas. Estamos brigados. Será que devo falar com ele?”  What  the hell? Disso eu pude concluir duas coisas: uma que eu não tinha problemas e criava algum só pelo esporte, e outro que eu e o Dudu brigávamos muito desde crianças. Mas acho que de uns 7 anos pra cá isso mudou. Deve ser porque a gente cresceu.

Ah! Eu achei o primeiro dia que fui ver um jogo do Lakers! 19 de janeiro de 2000. E assim nasceu o meu eterno amor pelo time. Foi muito “cool” pelo que eu disse ali e eu tinha muitas gírias legais pelo visto. Achei também a data do meu primeiro beijo. 14 de agosto de 1997 assistindo Independence Day no cinema. Acho que por causa do filme eu fui amaldiçoada com tantas desilusões amorosas. Tava aqui pensando comigo.  Eu disse que o beijo tinha um vácuo estranho e gosto de Danoninho. Seja lá o que isso quer dizer. Achei também que dia 24 de março de 2001 fomos na Infinity (balada irada da época) e foi “muito show”. E o Ma quis ficar comigo mas eu tava muito confusa por causa do Fe (não tenho ideia quem sejam essas pessoas), e acabei indo embora de carona com o Rafa e as meninas (quem??) porque ele tinha carro e aparentemente isso era muito evoluído e interessante pra época.

De tudo que encontrei e li o mais brilhante foi uma carta para o futuro. Eu já era bem escritora prodígio quando criança/adolescente e escrevia muitas cartas sem destinatário. Suponho que era eu conversando com a minha própria mente, mas achei uma que o destinatário era o futuro. Ela começava assim “Querido futuro, eu espero que você tenha sido bom pra mim como eu imaginei e espero que eu tenha realizado meus sonhos e que você tenha feito deles o melhor que podiam ser. Eu espero estar linda e bem magra. Com o cabelo bem longo. Espero ter mais de um cachorro em casa. Estar casada com um homem lindo, trabalhador, mais alto que eu e que trate nossos filhos muito bem. Nossos filhos, Alan e Stephanie serão muito inteligentes e esportistas e nós viveremos numa casa e não num apartamento. Todas as minhas amigas vão morar no mesmo bairro com suas famílias e nossas casas serão como as americanas com uma cesta de basquete do lado de fora. Nessa época, a cura das doenças ruins já terão sido descobertas e ninguém mais morrerá delas.”

A carta dizia coisas lindas, algumas sem sentido algum e outras bem maduras para uma criança pensar. E a carta terminava assim “Assim espero e acho que mereço tudo isso, você não acha? Beijos Gaby (e uma estrelinha ao lado)”.

Olha, eu acho que mereço tudo isso aí viu e achei tudo ali bastante interessante. Só me resta agora entender de quando é essa carta e quantos anos pra frente é esse futuro que eu me referi, porque dando uma olhada rápida aqui ao redor… não aconteceu nada disso aí ainda não. Mas vai acontecer né, eu mereço tudo isso, você não acha, seu futuro? Beijos Gaby*

Anúncios

32 Respostas to “Carta para o futuro.”

  1. Cristiane 16/09/2013 às 10:50 #

    muito bom… gosto muito de ler o que vc escreve.bju

    • Gabriela Marques 07/10/2013 às 22:12 #

      Oi Cristiane;
      Muito obrigada! Volte sempre aqui.
      Beijos

  2. Marcelo Feller 16/09/2013 às 14:58 #

    É só entrar aqui que, novamente, me surpreendo com a genialidade dos seus textos. Divertidos, gostosos de ler, com uma cadência que nos permite ter a certeza de que, de fato, estamos dialogando com você, cara a cara.

    Beijão!

    • Gabriela Marques 07/10/2013 às 22:12 #

      Ah Feh, assim você enche meu coração. Que comentário mais lindo. Obrigada, de verdade.
      Já te disse, que vindo de você eu só posso me encher de orgulho.
      Obrigada! Volte sempre aqui.
      Beijo enorme

  3. Nitz 16/09/2013 às 15:53 #

    Hahahahahahahahahahahaha SENSA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! E merece sim viu, seu futuro!!

    • Gabriela Marques 07/10/2013 às 22:10 #

      Hahaha vê se me escuta seu futuro! Escuta eu e a Nica que nos merecemos <3

  4. Fatima Marques 16/09/2013 às 17:30 #

    acredite minha amada, seu futuro será brilhante e o tudo o q vc sonhou vc vai conseguir, apenas que esse futuro será real e visto com olhar adulto e infelizmente não mais com olhar de criança onde tudo é cor de rosa, mas não tenho duvida que será maravilhoso!!! Bjs

    • Gabriela Marques 30/09/2013 às 11:26 #

      Que linda mamy;
      Não tenho dúvidas disso e que você vai estará sempre ao meu ladinho vivendo tudo isso e torcendo por mim como ninguém nesse mundo.
      Te amo.
      Beijos

  5. Gabi Rocha 16/09/2013 às 20:09 #

    adorei o texto Ga!
    Mas gostei mais ainda do que sua mae te escreveu aqui em cima.Que fofa!
    beijos!!!!

    • Gabriela Marques 30/09/2013 às 11:26 #

      Oi Ga! Que bom que gostou…
      Minha mãe não existe né? Ela é super escritora! hehehe.
      Beijos

  6. Sandro 16/09/2013 às 23:28 #

    Além de mais uma vez ler seu textor brilhante, tenho que admitir que a Infinity era realmente uma balada irada!

    Parabéns pela autenticidade, Gabi!

    • Gabriela Marques 30/09/2013 às 11:27 #

      Ahh querido. Que bom te ver aqui.
      Obrigada pelos elogios! E sim, a Infinity bombava mais que tudo! Hahaha.
      Obrigada mesmo San. beijos

  7. Ro Nie. 17/09/2013 às 02:24 #

    Se superouuuuuuu gabi!!!!
    Nao deixa a gente sem texto não! É vicio sabe? Causa dependencia quase quimica!

    Bjsss ro

    • Gabriela Marques 30/09/2013 às 11:30 #

      Oi Ro querida!
      Que bom saber disso!!! Muito feliz mesmo, você não imagina o quanto.
      Espero continuar escrevendo sempre pra ajudar essa dependência! hehe.
      Beijos

  8. Patricia Graicar 17/09/2013 às 11:00 #

    E o tanto que queria que esse futuro chegasse logo, pra que meus pequenos filhos loiros perdessem no basquete pros seus grandes filhos morenos??? Incrivel post! Amo ter você como amiga desde que voce era essa criancinha sonhadora, até hoje, como essa mulher sonhadora.
    bjoos!!

    • Gabriela Marques 30/09/2013 às 11:32 #

      Ahh amiga, e o tanto que eu quero muito isso??
      Os seus vão dar um pau no volei, tenho certeza!! Será empatada a concorrência nos esportes! Hehe.
      Obrigada meu amor, e é muito bom ter você por perto desde sempre fazendo esses sonhos muitas vezes se tornarem realidade.
      Beijos

  9. Re Bendit 17/09/2013 às 11:17 #

    Demais Gaby, se não for esse futuro, um bem sensacional te espera com certeza. Ah, e não ache que o 1o beijo em Independence Day foi amaldiçoado, pois o meu 1o com o Daniel também foi nesse filme!!!

    • Gabriela Marques 30/09/2013 às 11:32 #

      Obrigada Re!
      Nossa, que coincidência! Hahaha, então acho que vou ter sorte sim!!
      Beijão

  10. Mirna Nunes 17/09/2013 às 12:03 #

    Ah Gabi….como é bom ler seus textos…..Mas acho que muitas coisas que você não sonhou já aconteceram, por exemplo: ser essa mulher linda e maravilhoso…..inteligente….ter esse dom de colocar no papel tantas coisas gostosas e que tantas vezes gostaríamos de ouvir e o melhor, nos identificamos!!!! Trabalhar com coisas que gosta….Ter por perto e presentes as amigas de infância….E principalmente ter essa família maravilhosa !!!! Eu acho que depois disso tudo o que vier é consequencia e lucro !!!!! Bjos. Te adoro!

    • Gabriela Marques 30/09/2013 às 11:33 #

      Oi Mi;
      Que delicia de comentário. Você tem toda razão… como tudo isso que a vida já me deu, eu realmente não tenho do que reclamar!
      Obrigada pelos elogios e pelas palavras tão lindas.
      Beijo enorme

  11. Mario Mendes 17/09/2013 às 16:28 #

    Dos melhores posts ever! Dá vontade de ler abraçado com você! Minha história de agenda é meio diferente porque eu de fato usava agenda como uso o Outlook hoje, só que marcando aniversários, compromissos da igreja (sim, tinha isso!) e datas de provas ao invés de reuniões inúteis. Até que, no 2o colegial, a minha turma do fundão começou a pegar minha agenda pra registrar as presepadas do dia a dia. Entre as histórias mais engraçadas da minha vida (juro, me mijo de rir quando leio até hoje – e morar no interior faz você passar perrengue), estão pedaços de cabelo de alguma menina que eu cortei pra testar tesoura, casca de parede resgatada de alguma reforma (e devidamente assinada), pétala de rosa do buquê recebido no primeiro mês de namoro de algumas delas e por aí vai.
    A vida faz mais sentido quando a gente tem memória registrada que faz a gente lembrar quem a gente era e do gostava e amolecer o que a vida endurece.
    Filosofias à parte, tô pegando amor nessa Mirna Nunes aqui em cima que tem o nome da minha mãe, escreve igual à minha mãe e te ama igual eu te amo! Vai vendo!

    • Gabriela Marques 30/09/2013 às 11:35 #

      Como você pode ser tão querido?? Eu te amo tanto…
      É muito isso, você resumiu de forma brilhante! “A vida faz mais sentido quando a gente tem memória registrada que faz a gente lembrar quem a gente era e do gostava e amolecer o que a vida endurece.”
      Obrigada por isso!
      E sim, você precisa conhecer a Mirna, hahaha vocês estão muito alinhados nos comentários e no amor!
      Mil beijos

  12. Mini Oscar. 17/09/2013 às 17:06 #

    Nossa, amei o texto Ga! nao sei pq mas ele me tocou de alguma maneira. Acho que vou marcar uma terapia extra para descobrir o pq…. Arraso! Grande bejio! Na

    • Gabriela Marques 30/09/2013 às 11:36 #

      Mini Oscar amada!
      Que bom saber disso… O que a terapia extra disse? Fiquei curiosa!
      Amo te ver por aqui minha querida.
      Mil beijos

  13. Eliane 18/09/2013 às 19:38 #

    Gabi, tô amando seu jeito gostoso, leve e bem-humorado de escrever! Já virei fã! Desejo muito e muito sucesso pra vc!!!!!! Bjs 🍀💋👍

    • Gabriela Marques 30/09/2013 às 11:36 #

      Obrigada querida!
      Adorei saber disso!! Espero que continue sempre lendo.
      Beijo grande

  14. Eliane 18/09/2013 às 19:51 #

    Vc é tão linda q não precisa de dieta nunca!!!!!!

    • Gabriela Marques 30/09/2013 às 11:36 #

      Hahahaha imagina… são seus olhos! ;)

  15. Melissa 18/09/2013 às 21:09 #

    hahahaha. Adorei… Também tenho alguns diários da minha infância, lista, caderno de perguntas/questionário (Na época que não tinha redes sociais). Nossa, quando leio algumas coisas até me envergonho, hahahaha. Eu custumava escrever cartas para Deus…
    Parabéns pelo seu bom humor nos textos. :)

    • Gabriela Marques 30/09/2013 às 11:37 #

      Oi Melissa, tudo bem?
      Não se envergonhe não, isso tudo é incrível! É o que um amigo meu brilhantemente escreveu: “A vida faz mais sentido quando a gente tem memória registrada que faz a gente lembrar quem a gente era e do gostava e amolecer o que a vida endurece.”
      Obrigada pelo elogio!
      Beijos

  16. rodrigohaddad 06/10/2013 às 22:21 #

    Olha, tá pra estrear um filme nacional (acho que tá no Festival do Rio agora) que é sobre um grupo de amigos que em 1992 escreve cartas para as próprias versões futuras abrirem 10 anos depois – as cartaz não devem ser muito diferentes dessa sua aí… hehe

    Bjs

    • Gabriela Marques 28/11/2013 às 15:36 #

      Oi Rodrigo;
      Que maximo! Adorei, quero assistir.
      Descobri um site também que faz isso e já pensei em mandar milhões de cartas pra ver no futuro. Hehe.
      Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: