Somos loucas e a culpa é da Disney.

9 dez

Image

 

Dia desses um amigo me abordou:

– Tenho um amigo muito legal pra te apresentar. Você vai gostar dele.

– Ah é? Legal, qual o nome dele? 

– Aiii Ga, só não vai querer casar no primeiro date!

– Que? Eu só perguntei o nome dele!

– Sei lá, vocês mulheres são loucas, querem casar no minuto 1.

– Você é débil mental?

Bom, e assim iniciou essa conversa que me fez ficar um pouco indignada com a constatação dele, e me fez pensar bastante sobre o tema. E na realidade, eu acho que dentre muitos outros culpados, é quase tudo culpa da Disney. Calma, eu amo a Disney, e como qualquer outra criança, assisti e vibrei com todos os filmes (assisto e vibro até hoje, e choro com muitos) e meus olhos brilharam como nunca na vida quando estive lá fisicamente. O negócio é genial, não temo como negar. Mas em certos aspectos eles são meio do mal. Pensa comigo, desde que nascemos, nós somos parte de um reino. “Ah que bebê linda, é uma princesa.” “Nossa, que maravilhoso seu filho, parece um príncipe.” E não estamos nos referindo às pessoas da realeza londrina nem sueca. Até porque, tem muita gente feia por esses lados também. Estamos nos referindo aos reinos da Disney mesmo. 

Vamos lá, vamos relembrar as da minha época (porque hoje em dia as coisas estão mais moderninhas e os desenhos mais evoluídos). Temos a princesa Bela que era uma nerd esquisita com pai maluco e se casa com a Fera (que era monstrenga e dava medo, mas vira lindo, loiro e fofo). Temos a sereia Ariel que era peixe, penteava o cabelo com garfo e tinha um siri como melhor amigo mas daí vira humana, cantora de ópera e casa com o seu príncipe Eric lindo. Também temos a princesa Aurora que ficou lá, de boa, hibernando por anos, (sempre linda e sem bafo) e é surpreendida pelo beijo do príncipe Filipe e se casam. A Branca de Neve que era espertona e morava com 7 coleguinhas, se ferra ao comer uma maçã mas ainda assim casa com seu príncipe gracioso. Temos até diferenças sociais que são resolvidas quando a Jasmine, princesa mulata, deusa com olhos penetrantes conhece o mocinho de rua Aladdin que rouba coisas com um amiguinho macaco e tem um amigo gênio mais louco que o Batman. Eles se casam, ele vira príncipe e tudo fica bem. Tem também a Rapunzel que certamente usava Garnier com aquele cabelo tão forte, e depois de anos de depressão sozinha dentro de uma torre, joga a trança que é escalada pelo seu charming príncipe Flynn. E por fim, a Cinderela, que numa fuga louca na madruga pra balada, devia estar bêbada, perde o sapato e com isso se casa com o príncipe encantado. 

São muitas outras princesas, mas essas são as mais marcantes da minha infância. E o que elas têm em comum? Quase tudo! São todas lindas (beirando a perfeição), com cabelos volumosos e brilhantes (e nem existia Morocan Oil), pesam no máximo 55kgs, têm a cútis invejável, e todas, absolutamente todas, encontram os grandes amores da vida, e se casam praticamente antes dos 22 anos. Sendo esses amores da vida delas, homens jovens, lindos, com cabelos de caimento perfeito e mais altos que elas. Mas isso nem vem ao caso, a questão é que elas de fato acham as almas gêmeas, e SE CASAM. Se casam logo, se casam cedo e são românticas e a vida é bela. Elas não ficam, não ficam de rolo, num romance, não são peguetes nem fuck buddy, elas se casam com tudo o que merecem e como manda o figurino. De vestido lindo branco, véu, grinalda, festa animada, com muito brilho, convidados especiais e uma felicidade sem fim. E digo mais, elas fazem jus ao “e viveram felizes para sempre”.

E a gente cresce vendo isso, a infância inteira. A gente baba por isso. É muito lindo, romântico, puro, ingênuo e verdadeiro. (Caiu uma lágrima). E daí vocês acham que a gente vai querer o que da vida? Ser como elas, naturalmente, e portanto, ter a vida amorosa delas. Não tem como ser diferente. Enquanto eles, meninos, crescem brigando de espada, de luta, de carrinhos e monstros, nós estamos lá já juntando as moedinhas pra um vestido Elie Saab. That´s life. 

Mas gente (homens!), calma. Relaxa a bisteca aí. Também não é por isso que absolutamente todas as mulheres são assim, e não é por isso também que somos alucinadas e queremos casar a qualquer custo e com o primeiro mongol que aparecer. Existem mulheres que querem de fato namorar muito tempo para ter certeza, existem as que conseguem julgar rápido e casam rápido, existem as que pressionam pra casar no primeiro mês e aquelas que querem passar longe disso. Acredite, existem várias que de fato não querem casar. Então apesar de toda essa coisa do romantismo, e daquelas malditas princesas perfeitas, não precisam enlouquecer e achar que no primeiro encontro pediremos opinião na fonte do convite do casamento. Mas se quiserem culpar alguém, não somos nós mulheres, é culpa da Disney. Paciência.

Anúncios

16 Respostas to “Somos loucas e a culpa é da Disney.”

  1. Tamara. 09/12/2013 às 11:01 #

    Gabi,
    Me realizei com esse texto… penso exatamente isso da Disney!!!
    Bjusss.

  2. priscilaperess 09/12/2013 às 13:27 #

    Demais!!!! Amei Gabiti, você é incrivel, uma princesa! hahahahhaa. Love you!!!

    • Gabriela Marques 16/12/2013 às 12:57 #

      Você que é minha princesa amada!!!
      Beijos e love you too!!

  3. natalie 09/12/2013 às 17:01 #

    hahahahah demais!!!!!

    • Gabriela Marques 16/12/2013 às 12:57 #

      Obrigada Micki :)

  4. Fatima Marques 09/12/2013 às 19:28 #

    kkkkkkk. Pra mim não importa….vc é minha princesa (princesa do sorriso encantador), e quero sim um príncipe em lindo, mais alto q vc, fofo, educado, trabalhador do mercado financeiro, romântico e que te ame muiiiito!!!! E viva a Disney!!!

    • Marcela 09/12/2013 às 23:16 #

      Sua mãe é demais! Provavelmente a minha diria a mesma coisa! Amei, bjos

  5. Carol 10/12/2013 às 09:14 #

    Gá, 100% verdade! Minhas aluninhas de 5 anos já vivem com “expectativas disney”…

    • Gabriela Marques 16/12/2013 às 12:57 #

      Olha só como da pra comprovar a teoria… Hahaha.
      Thanks Oline.
      Beijocas

  6. Ruivarevoltada 11/12/2013 às 20:55 #

    Texto perfeito mas vou além: a culpa também são das tele novelas, reparou que em todos os finais há o casamento da mocinha (a maioria pobre) e do mocinho (ricos)? Até a saga Crespúsculo foi assim, com a diferença que o mocinho era vampiro (mas era rico e bonitão).

    • Gabriela Marques 16/12/2013 às 12:59 #

      Nossa, tem razão. É culpa total das novelas também…Além dos filmes de Hollywood.
      Pelo visto não tem muito o qye fazer né… Hahaha.
      Obrigada pelo comentário e volte sempre aqui.
      Beijos

  7. Melissa 20/01/2014 às 22:27 #

    A culpa é super da Disney. Quem nunca da minha geração sonhou em casar com o príncipe William? E idealizar o namorado romântico, perfeito e lindo. O loiro, alto, forte, de olhos azuis hahahaha. Eu até escrevia no meu diário.
    Parabéns pelo texto :)

  8. Ronaldo 06/04/2014 às 01:10 #

    Vcs mulheres são loucas kkkkkkkkkkkk

    • Gabriela Marques 07/04/2014 às 11:38 #

      Oi Ronaldo;
      Não posso deixar de concordar. Hahaha.
      Beijos

  9. Melanie Grant 08/04/2014 às 01:18 #

    Hahahahaha! Amei! Acabei de ler vários e chorei de rir, como também chorei de chorar! Ao menos uma pausa muito prazerosa no meio de coisas chatas e atrasadas do trampo! Amiga saudades! Sucesso sempre! Beijos

    • Gabriela Marques 09/04/2014 às 12:06 #

      Ahh Melzinha, que bom te ver aqui!
      Que bom saber que com os textos pude te passar essas sensações. Isso me faz continuar :)
      Obrigada mesmo.
      Saudades tambem.
      Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: