Mas e se …

14 abr

Imagem

[Revisitando alguns textos antigos achei esse que eu gosto muito. Escrevi no ano passado, numa fase poética e difícil. Mas hoje vejo que é um texto atemporal que pode cair bem em qualquer situação. É por isso que ele está aqui hoje.]

E daí vem o mundo e muda tudo e te deixa muda. Deixa tudo de cabeça pra baixo, de pernas pro ar, de cintura quebrada e te tira do eixo. E o que era bom fica ruim e o que era ruim de repente nem é tão ruim assim quanto você imaginava. E o que era bom não necessariamente era verdade, mas era bom. E fazia bem. E parecia certo. E daí você perde o chão. Mas percebe que o chão que parecia tão forte estava mais pra tecido de seda, do que pra cimento. E nada mais faz sentido. Ou pensando bem, tudo faz sentido de novo. Estava lá escancarado o tempo todo, mas a gente vai levando, vai escondendo, se escondendo porque a gente acredita. E acredita mesmo. Não é maneira de falar. Porque se não acredita não vale a pena, e se não vale a pena não devia ter começado. Ih… mas agora já começou. Já era. É… de fato, já era mesmo. Já foi, passou.

E fica aquela sensação esquisita, aquele aperto que enche de nada e esvazia tudo. Aquelas perguntas idiotas pras respostas infames. Daquelas que é melhor nem pensar, mas pedir pra não pensar é o mesmo que implorar para que pense. Mas e se? E se não tivesse sido, não tivesse passado, não tivesse vivido, não tivesse conhecido? E se eu tivesse respeitado minha mente e meu cansaço e ficado em casa naquele dia em que tudo o que se devia ter feito era isso, ficado em casa? E se tivesse deixado passar, ou ignorado a curiosidade ou disfarçado a vontade?  E se tivesse desistido antes de não ter mais forças pra isso? Ou tivesse desistido de tudo antes que tudo desistisse de mim? E se eu não tivesse errado? Mas é aí que tá… e se de fato não tinha mesmo feito nada de errado?

E foi tão do nada. Mas será que não foi nada? Mas não tem aquela história de que nada é por acaso? Mas daí o acaso pode se enganar. E às vezes a gente faz pouco caso do que o acaso nos guarda. E é aí que o bicho pega. Que a emoção pega, que a pressão pega, que a ilusão pega. E tudo pega, até o jeito pega. É muito estranho. E daí você pensa : como foi que viveu até aquele dia sem ter tudo aquilo? Com a mesma facilidade que pensa: mas onde eu fui me meter? Onde foi me meter? Porque você não pode ter entrado nessa sozinha, afinal de contas. Alguém te fez achar que aquilo era certo, e que era verdadeiro e que era diferente e que era pra sempre. Mas daí fica aquela coisa…O pra sempre é tão longo e tão distante. Quanto do pra sempre será que já gastei? Meses? Quanto falta? Tem fim? Tem. Mas não era pra sempre? Que confusão.

E daí de repente você tinha um monte de histórias, planos e certezas.  E então como num piscar de olhos tem memórias, fatos e dúvidas. E dúvidas que te fazem se sentir a pior e mais burra dos seres humanos que já existiu. Mas daí pensando melhor talvez tenha sido mais ingenuidade do que burrice. Quando você é daquelas que ainda acredita que tem um propósito e um bem maior, você é burra com orgulho. Porque quando bate saudade é porque valeu o esforço. Mas quando a saudade não é suficiente pra mudar as coisas, pra se arrepender, pra se virar em mil e errar tudo de novo, talvez não seja saudade, seja carência ou falta do que nunca se teve na realidade. Ou um vazio por perceber o vazio que restou.

Dizem que tudo na vida tem um motivo, uma razão e uma mudança. E que tudo e todos que passam nas nossas vidas, devem mudar ou deixar algo. Descobri que nem sempre. Às vezes tem mudança sem razão, motivo sem deixar nada, ou deixar algo sem motivo. Não importa. Tinha que ser da maneira que foi. Porque sim. Porque se não fosse, alguém faria algo pra não ser. Porque quem decide isso é a gente e não o destino ou o além. E de tudo que fica, eu fico apenas com o lema da minha vida: Isso também vai passar.

Anúncios

16 Respostas to “Mas e se …”

  1. natalie 14/04/2014 às 17:31 #

    Amo tanto esse texto!!!! Parece que foi feito pra mim <3

    • Gabriela Marques 09/05/2014 às 10:34 #

      Fico tão feliz em saber disso!!!! <3 <3

  2. Fátima 14/04/2014 às 18:24 #

    E o melhor de tudo é q por pior q pareça a situaçào, pode se ter a certeza de que tudo nessa vida PASSA !!!

    • Gabriela Marques 09/05/2014 às 10:35 #

      Tenho certeza disso! É meu maior lema…
      Beijos

  3. Noah 15/04/2014 às 18:22 #

    amei esse texto..

    • Gabriela Marques 09/05/2014 às 10:36 #

      Oi Noah;
      Obrigada! Foi escrito num momento difícil mas se adequa a tantos outros né?
      Volte sempre aqui.
      Beijos

  4. Rafaela 15/04/2014 às 20:26 #

    Também amei o texto Gabi, Parabéns!! Chega até a dar um conforto..

    • Gabriela Marques 09/05/2014 às 10:37 #

      Obrigada Rafaela!
      Que delicia saber disso…
      Beijos

  5. Ana Paula Yedid 16/04/2014 às 15:24 #

    Garbi, esse texto tem tudo haver com o que EU estou passando nesse momento da minha VIDA…
    Senti um certo conforto no meu coração….
    Chorei muito…
    Obrigada por essas lindas palavras!!!
    Sucesso sempre!!! Bjssss

    • Gabriela Marques 09/05/2014 às 10:38 #

      Oi Paulinha;
      Que bom saber disso.
      Bom saber que pude te confortar um pouquinho num momento dificil.
      Fica bem!
      Beijos

  6. Damaris Adamucci 24/04/2014 às 18:36 #

    Esse texto disse tudo que eu ando querendo dizer…. adoro ler seus posts!

    • Gabriela Marques 09/05/2014 às 10:40 #

      Oi Damaris;
      Que delicia saber disso.
      Muito obrigada.
      Beijos

  7. Fabi 23/06/2014 às 11:10 #

    :) este texto deve confortar todo mundo. É muito triste, mas fala tudo, mesmo com o aperto no coração. Obrigada Gabi. Seu blog é 10. Bjs,

    • Gabriela Marques 02/07/2014 às 17:35 #

      Oi Fabi;
      Obrigada por você pelas suas palavras.
      Que bom que gostou do texto.
      Beijos

  8. Karla Karina 11/07/2014 às 16:18 #

    Posso copiar?

    • Gabriela Marques 14/07/2014 às 14:15 #

      Oi Karla;
      Não entendi aonde gostaria de copiar o texto. Mas fique a vontade se colocar a fonte e o link do blog ;)

      Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: