Arquivo | novembro, 2017

Manias que adquiri (depois de velha) com o tempo.

6 nov

flower and coffee

Eu já me referi aqui ao certo receio que eu tinha de chegar aos 30 anos. Eu dei uma boa exagerada (como sempre e como em tudo). Mas sejamos honestos, eu não estava de toda errada quando previa e temia certas coisas. Acho que até fui bem visionária nesse texto aí, pois muita coisa de fato tem acontecido. Só me surpreende que tanta coisa diferente tenha acontecido e que eu tenha adquirido tantas manias de lá pra cá.

Até deve ser natural o fato de você ir envelhecendo e ganhando manias, mas chega a ser assustador quando você nota que começou tanta coisa diferente e ganhou tanta mania/TOC num período tão curto de tempo. Fiz um resuminho aqui dessas coisas até para eternizar tudo isso e poder avaliar depois dos 40 anos. Se isso de fato for acumulativo… bem… acho que teremos problemas, amigos!

1 – Acordar cedo, bem cedo – Eu sempre fui dorminhoca, e sempre acordei em cima da hora justamente para poder ter mais uns minutinhos dormindo. Pois bem, hoje em dia eu, por livre e espontânea vontade tenho compromissos as 06:30 e 07:00am em todos os dias da semana. E quando chega o final de semana que poderia voltar as origens e dormir até uma da tarde, o que acontece? Acordo as 09:00. Inacreditável.

2 – Recicla recicla recicla – Passei a ter um incômodo e uma consciência absurda sobre o lixo e a reciclagem. Eu separo o lixo em casa, reciclo absolutamente tudo que é possível, entro em desespero quando vejo as pessoas misturando os lixos o que me levou a uma outra mania.

3 – Redução (brusca) do uso de plástico – Nunca liguei para isso e nem me preocupava. Mas tenho estudado muito o assunto e tenho visto o quão nocivo isso é hoje em dia e só tende a ser pior para as próximas gerações. Reduzi muito meu consumo de plástico, não uso mais copinho de plástico para o café no trabalho, nem garrafas de água, uso escova de dente de bambu e estou estudando maneiras de não mais utilizar absorventes. É libertador reduzir o uso de plástico, recomendo muito.

4 – Parar de comer animais – Isso eu já vinha praticando há um tempo. Há 8 anos que não como carne vermelha, nunca comi porco e nem frutos do mar. Recentemente parei de comer frango e por enquanto só como peixe, Por enquanto, porque minha ideia é virar vegetariana em breve. Vegetariana, veja bem. Vegana eu não tenho a menor vontade sinceramente.

5 – Esportes e academia – Eu sempre fui muito mais ligada do que praticante de qualquer esporte. Amo assistir, amo me informar, amo torcer. Mas não praticava com tanta frequência. Tinha aquela relação de amor e ódio com a academia (muito mais ódio do que qualquer amor). De uns anos para cá isso mudou totalmente. Comecei a correr e a realmente malhar por prazer (um beijo namorado!! <3) . No ano passado eu fiz um programa em que frequentava 6 vezes por semana a academia. Sem furo e sem falta, segui à risca! Estou machucada no momento (ciático e quadril, veja se não fiquei velha definitivamente!) mas fazendo fisio todo santo dia para isso tudo melhorar e eu poder voltar a fazer o que estava fazendo.

6 – Descarga com a tampa da privada fechada – meu namorado instituiu isso em casa por conta de todo aquele lance dos coliformes fecais e agora eu só consigo fazer dessa forma. Virou mania mesmo.

 7 – Ver/fotografar flores – não sei se meus sentidos ficaram mais apurados depois dos 30, mas eu conquistei uma mania gigantesca de observar e fotografar flores. É o tempo todo, por onde eu passo. A hashtag #iseeflowerseverywhere ganhou muitas contribuições comigo.

 8 – Acupuntura/ homeopatia/ terapia – 3 coisas que eu nunca sequer tinha passado perto e agora não vivo sem. Não tinha o menor preconceito e sempre soube que seriam ótimas aquisições para a minha vida. Mas sempre fui postergando, achando que não era lá tão importante assim e foi passando. A terapia mudou a minha vida e eu realmente não sei se passaria por um momento difícil como passei se não fosse pelas palavras da minha psicóloga.

 9 – Protetor solar no rosto e tirar maquiagem antes de dormir – Isso é óbvio, eu sei. E é ridículo o fato de eu não fazer isso antes, mas eu realmente só passei a fazer essas duas coisas com quase 30 anos. E não consigo mais imaginar não fazer isso. E nem sei como eu não arrebentei toda a minha pele durante esse tempo. Quer dizer, eu sei sim, a conta já chegou com manchinhas e rugas.

 10 – Ler mais – Sempre li muito e sempre fui muito fissurada em livros. Bibliotecas e livrarias são meus lugares favoritos no mundo todo. Mas com tantas baladas, viagens, seriados da adolescência eu tinha diminuído muito meu número de livros. Mudei isso recentemente e tenho me atentado a isso para que não volte a acontecer. Estou tentando manter pelo menos um livro por mês e é muito engrandecedor e mágico.

11 – Escrever menos – Isso é triste mas é verdade. Com o passar dos anos eu fui escrevendo bem menos. Basta ver aqui o blog, era uma texto por semana nos primeiros anos e agora publico um a cada 3 meses mais ou menos. Algo que preciso ver com carinho novamente, urgente.

 12 – Mania de organização e listas – Isso eu também já tinha, vide esse texto aqui, mas só piorou com o tempo. É meio enlouquecedor mas é meu jeitinho J

 13 – Noia com a saúde – de certa forma eu sempre fui um pouco, mas ultimamente ando pegando um pouco pesado no “eat clean” e nas questões de evitar doenças. De qualquer forma acho que é um bom vicio esse e uma boa mania que adquiri um pouco mais ultimamente.

Tenho aqui em mente mais algumas outras (mil) manias mas vou guardar para desenvolver melhor e quem sabe para um outro texto. Me pergunto se de fato isso tudo vem com a idade ou foi só uma coincidência mesmo. Vou abordar esse assunto por aí para constatar essa minha teoria e aviso vocês.

 


 

 

Anúncios