Uma aula brilhante e uma inacreditável nova língua portuguesa.

24 jul

cropped-pencil-918449_1280-1

Uma das minhas metas desse ano era voltar a estudar. É muito recompensador voltar a fazer o que se gosta. Ainda mais quando vem aquela sensação de que aquilo está realmente valendo a pena e o tempo investido, que vale dizer que não é pouco. Tive aulas incríveis ultimamente. Coincidentemente (ou não) as melhores e mais memoráveis delas têm sido com professoras mulheres (Oh Yeah! Girl Power!).

Uma dessas foi uma aula de Português. Mais efetivamente Comunicação Empresarial Oral e Escrita em Língua Portuguesa. Sei que pode parecer bem chata, mas a verdade é que foi uma das melhores e mais esclarecedoras que já tive. E não só porque sou bem nerd e apaixonada pela língua portuguesa desde sempre. Não também porque sempre foi a matéria que eu tinha as melhores notas na escola. Mas simplesmente pelo fato de aprender o quão rica e profunda é a nossa língua, e mais, o quão absolutamente errado falamos diariamente, o tempo todo.

É assustador o tanto de palavra que modificamos, algumas que “aportuguesamos”, e tantas outras que inventamos mesmo porque somos bem criativos. Fora as que abreviamos sem a menor necessidade. Eu gostaria realmente de saber o que as pessoas que abreviam “sim” e “não” como “s” e “n” fazem com o resto do tempo que sobra.

Bom, voltando a aula, o fato é que durante as aulas dessa professora em questão eu fui descobrindo e me surpreendendo tanto com as novidades e com os erros de português que nem sei como explicar. Isso sem contar o poço de informação e repertório que é essa mulher, mas aqui o ponto nem é esse. O que quero reforçar é a quantidade de coisas que aprendi e não tinha a menor ideia.

Você sabia por exemplo que quando falamos de outras pessoas estamos falando de fulano, beltrano e SICRANO? Pois eu não, a vida inteira falei ciclano. Na minha mente sempre fez todo sentido. Sabia que uma pessoa é grosseira e nunca grossa? Que as coisas são feitas EM longo prazo e não a longo prazo? Que quando usamos bastante como pronome e com plural ele deve seguir o plural? Sim, nós temos bastanteS amigoS. Sim, eu tenho bastanteS dúvidaS de português (e acredite, você também!). Você sabia que o ovo é ESTRELADO por conta do formado de estrela que ele faz? Eu sempre disse que ele era estalado, seja lá o que isso quer dizer. E sabia que quando você acusa ou denuncia o coleguinha você o alcagueta? Que bom se você sabe, pois eu sempre CAGUEtei. Assim do verbo cagar mesmo. Sabia que o correto é dizer que o trabalho foi concluso e não concluído e que os itens foram exclusos? Pois é, aquela caixa de e-mail “itens excluídos” que já vem com o programa, está escrito errada. Foi traduzida de maneira equivocada meu caro leitor.

Sabia que o plural de forno se diz fÓrnos? E que subsídio se pronuncia subCídio? Isso porque entre consoante e vogal o som do R/S sai como duas vezes essas letras. Por exemplo: honra e aniversário. Sabia que a abreviação de apartamento é apart. ou ap. e não apto? Um homem está apto para determinada função e não o apartamento é apto. Aliás, sabia que a forma correta de escrever horas é 15h40min22s e que a sua corrida semanal é de 15km não 15kms? Isso porque os símbolos das unidades de medida e as siglas não se pluralizam. Legal né? Sabia que quando te ligam te procurando e dizem “Por favor a Gabriela” você deve dizer “sou eu” e não “é ela” ? Porque essa segunda além de no português estar errado te configura como um pouco maluca, porque está colocando uma outra pessoa aí na conversa… ela quem?

Você tem ideia de que se o Brasil ganhasse essa copa do mundo (um minuto de silêncio para o fato ainda não superado) ele seria “éza” e não “equiça” ? Sim, é assim que se pronuncia hexa corretamente.

Como o hexágono que a gente aprendeu na aula de geometria. Mas e aí como é que a gente faz? Vai corrigir o Galvão? Vai corrigir aquele bando de brasileiro pelo mundo gritando “equiça” ? Não dá né.

Você sabia que é certo dizer aceitado e aceito? Elegido e eleito? Exaurido e exausto? Prendido e preso? Limpado e limpo? Inserido e inserto? Pegado e pego? Soltado e solto? Suspendido e suspenso. Sim sim, está correto das duas formas, o que muda é que o verbo conjugado da primeira forma (e mais longa) deve ser usado com os verbos ter/haver e o segundo, com ser/estar.

Sabia que quando a gente está num casamento e naquele momento meio cafoninha que gritamos aos noivos “Viva!” deveria ser “vivam”? Sim porque a gente não quer celebrar só um deles certo? Queremos que ambos VIVAM felizes para sempre. Esse lance do plural também acontece nos e-mails. Se eu escrevo um e-mail em nome do meu time por exemplo, e o e-mail todo eu falo no plural, ao final do e-mail eu deveria dizer “Obrigadas”. Sim, eu juro, o certo é assim. E sabia que quando for usar “etc”, não se deve usar vírgula antes? O etc. é a abreviatura da expressão latina “et cetera”, que significa “e outras coisas da mesma espécie”, “e o resto” então não precisa da virgula antes pois a conjunção “e” elimina essa possibilidade. Você tinha noção? Porque eu sempre usei virgula antes e achava que abalava.

Aliás, e-mails corporativos… um novo e longo capítulo de aprendizado. Passamos muito tempo debatendo isso e basicamente eu sempre escrevi bem errado por toda minha carreira. Mas sinto dizer que eu e todo mundo porque o que vejo diariamente é um interminável de usos de vírgulas, palavras, e parágrafos de forma equivocada. Fora a intimidade totalmente desnecessária. Dito aqui pela senhora que sempre termina seus e-mails com “beijos”. Ah me deixa, vou continuar, sou fofa.

Ah! Essa aqui eu juro que sabia e é clássica das pessoas errarem. Aliás, me irrita muito toda vez que leio e ouço. “Há 9 anos atrás aconteceu…” Nope. Errado. “Há 9 anos” ou “9 anos atrás” não se usa “há” e “atrás” juntos pois isso é tautologia. De nada. E quando disser que algo está ruim, por favor, ênfase no ÍM, tá? Assim é o certo.

Bom, por hoje é isso “alunos”. Eu poderia ficar horas aqui dando exemplos e falando dessas aulas tão inspiradoras que eu tive. Mas acho que já deu para ter uma boa ideia da quantidade de coisas que erramos ou simplesmente ignoramos na nossa própria língua né? Espero que tenham aprendido algo de diferente e útil como eu aprendi nessas aulas e na prova, que por sinal aguardo ansiosamente a nota. Porque eu sempre achei que era ótima em português, mas… né…

Obrigada, (sim, com essa vírgula mesmo, é correto!)

Gabriela

 

Anúncios

2 Respostas to “Uma aula brilhante e uma inacreditável nova língua portuguesa.”

  1. Ana 24/07/2018 às 17:18 #

    Ameiiiii!!! Ri alto e aprendi horrores. Só não apliquei as lições aprendidas! Bjo

  2. Erica 26/07/2018 às 23:04 #

    Posso dizer que a maioria das informações eu conhecia (concurseira de longa data que estuda gramática há anos), mas algumas coisas eram novidades e outras serviram de revisão (inclusive tirei print para salvar no celular).
    Texto muito rico o seu, Gabriela.
    Parabéns como sempre! Estava com saudades dos seus textos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: